Letras de Músicas da Hora

Paiol de Pólvora

Cidade Negra

 

Paiol de Pólvora

Podes Crer
Eu vim aqui pra te dizer, te dar um toque
Num lance livre não pode ter rebote
Bola na trave é que não pode acontecer

Podes crer
Não quero título de marginalidade pra você
Podes crer
A babilônia tá querendo 'carcumê'

Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Rio de Janeiro, paiol de pólvora

Sempre após a bela noite de lua
O sol vai radiar a luz do dia
O que desperta a cidade
Desperta a periferia

Sonhos, desejos, ambições...
Em meio à correria,
Uns tropeçam e não levantam mais
Outros milagrosamente seguem em paz

Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro

Anterior Próximo